Total de visualizações de página

sábado, 31 de dezembro de 2011

Blog da Igreja Presbiteriana de Dracena: Cantata Alegria - Canção de Natal

Blog da Igreja Presbiteriana de Dracena: Cantata Alegria - Canção de Natal

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Ano Novo: Mais arrependimento menos promessas! - Leia: Mateus 4.17

Mais um ano que passou! Um novo ano para viver. Será que temos na nossa retrospectiva 2011 uma lembrança que nos cause algum arrependimento?
Tivemos apenas alegrias em 2011? E, cumprimos todos os votos feitos no primeiro de janeiro de 2011? Haja vista que pessoas entraram 2011, fizeram votos e ficaram pelo caminho, em 2011 mesmo já deram as costas para os seus votos batismais. Outros passaram por tantos altos e baixos na fé que, tornaram-se tão imprevisíveis o quanto pouco confiável... Será que estão em “altos” ou em “baixos” agora?
Uma pergunta para cada um de nós que fizemos votos na ocasião de nosso batismo e profissão de fé, quanto promessas para 2011: O que fizemos com a mensagem que Jesus deixou para anunciarmos? Seguimos o exemplo do Mestre ou não somos, ou, nos esquecemos que somos seus discípulos?
Se você passou por muitas tribulações em 2011 ainda pode seguir o exemplo do Mestre que, depois que passou por tentações no deserto iniciou o seu ministério de pregação.
Ele começou a chamar as pessoas para o arrependimento. Este desafio que começou na Galiléia chegou a nós hoje, e continua valendo!
Deus quer que nos arrependamos dos pecados cometidos em 2011 e convertamos os nossos corações a Jesus Cristo. E não nos calemos, mas preguemos essa mensagem de amor, perdão e reconciliação com palavras e atitudes.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

O Milagre de Natal! – Domingo de Natal.

Leia: Mateus 1.23.


O verdadeiro Natal é um acontecimento tão sublime que, precisa ser lembrado todos os dias. Por ser tão especial precisamos de uma data para lembrá-lo, já que tudo o que mais importa, não deve ser esquecido. Por não ter nada no mundo que se compare a ele, nos vemos obrigado a escolher uma data, mesmo sabendo que não é a data do aniversário daquele que é Eterno, nem a data de Sua encarnação, mas é um dia especial, de grande festa! É Natal!
Celebramos a presença de Deus, Emanuel (Deus conosco), o qual se põe no nosso mundo, adota os nossos hábitos e aprende a nossa linguagem, partilha o nosso pão conosco e fala abertamente dele como sendo o pão vindo do céu.
Deus, por Ele, alcança a humanidade, concretiza o plano eterno de redenção. Vem ao mundo o Salvador nascido de mulher, tornou-se o filho de dona Maria e de seu José, sem teto, morador de rua da primeira noite de Natal; nasceu num abrigo de animais, estrangeiro e peregrino na cidade natal de seu pai, descendente de um trono derribado e esquecido. Ninguém cogitou sua linhagem real, senão estrangeiros, magos, os quais não o encontraram na corte do rei Herodes, onde se esperava segundo a lógica humana que nascesse o messias Rei dos Judeus!
Ele se achega humildemente, pede licença, tem o consentimento da humilde serva para fazer conforme a vontade daquele que o enviou, efetuada pelo Espírito Santo. Sua divindade é confirmada, não pelo sucesso da Sua empreitada aos olhos humanos, mas pela sua encarnação e humilhação.
Quem diria que o Senhor do universo vem com humildade, empenha-se em mostrar-se humano, obediente e temente a Deus. Comunica em paz sua mensagem de amor e perdão, ignorando os opositores, explicando o seu caráter e razão de existir e estar entre eles, por meio de linguagem simples em parábolas maravilhosas.
Deus Onisciente, Onipresente e Onipotente, Ele mesmo tinha que se fazer gente.
O curso da história nunca foi mudado por um homem louco e arrogante que se fez deus, mas por um Deus humilde e bom que se fez homem. O acontecimento do Natal mudou o curso da história. Deus abalou o mundo com um bebezinho, pequenino, frágil e dependente...
O Natal gera alegria porque é um evento extraordinário, admirável, maior que todos os milagres que alguém já te contou. Nunca maior será visto, e, jamais outro igual tornará a acontecer.
Deus se fez humano, gente pequena, pobre, peregrina, obediente e mansa, acolhendo sua missão e condição entre nós, semeando a semente da fé nos corações de todos os povos, raças, línguas, nações, condições sociais, sexos e idades, para crerem numa única e universal verdade, a Sua revelação, a revelação de Deus na pessoa de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador! 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Pastoral para o 4º Domingo do Advento.


O Milagre de Natal!   
Leia: Mateus 4.18-25.




O natal está tão perto! A nossa esperança se renova, é uma realidade a sua presença, e a sua volta é quase uma realidade que, não dá para perder tempo! Nossos corações estão vivendo entre a realidade e a esperança!
A Luz do Mundo brilha sobre nós!
Cristo está tão perto! Muitos já O encontraram, outros ainda estão à procura... Cada um, a seu modo corre atrás das mais diversas tradições natalinas.
O evangelista (em Mateus 4.24) nos informa que as noticias a respeito dele se espalharam, e as pessoas o seguiam em busca de ajuda, um bocado de pão, peixe, milagres e palavras confortadoras e de esperança.
Mas, essa tranqüilidade no ministério de Jesus não durou muito tempo, pois, quando ele explicou o propósito, a verdade e a finalidade de sua vinda muitos seguidores de Jesus o abandonaram e não o acompanhavam mais (conforme João 6.66), foi o fim da fase romântica, do namoro, mas, o começo da relação da Igreja com o noivo.
Se tirássemos as compras, os presentes, as comidas e bebidas, o pinheirinho, as luzes e os enfeites, e deixássemos apenas a parte principal do Natal? Jesus... Você iria embora ou permaneceria com Ele?
Em Mateus 4.18-25, aqueles quatro discípulos abandonaram suas famílias, seus barcos e suas redes, deixaram tudo para seguir Jesus.
Não significa que temos que fazer isso hoje, abandonar nossos familiares e deixar de comemorar o Natal como tradicionalmente comemoramos, para seguir a Jesus. Mas, basta ter o que mais importa neste Natal, e, receber o verdadeiro Milagre de Natal: crer em Jesus Cristo que cura a doença do pecado!
Muitas pessoas comemoram ou participam de eventos de natal, recebem os benefícios do natal e retornam vazias, sem o verdadeiro presente, sem o Milagre de Natal. Nós que cremos na boa notícia do reino (como lemos em Mateus 4.23), podemos fazer a diferença.
Cristo habita entre nós como nos prometeu, pelo Espírito Santo! Manifestou sua humanidade e esteve encarnado, morreu e em seu corpo revestido de glória ressurgiu vencendo a morte e seu poder!
Que você não se distraia, e (ou) se ocupe tanto e esqueça-se de festejar, anunciar e vivenciar o Milagre de Natal; que você não perca de vista o que mais importa: seja um discípulo do Senhor Jesus, não se escandalize com o sentido do verdadeiro Natal, acolha esta boa notícia no seu coração, Jesus é o único e suficiente salvador, essa é a boa noticia do Natal! O Rei chegou!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Pastoral para o 3º Domingo do Advento.

Resplandeça esta luz! – Leia: João 5.30-47.


Quem prega esparge luz!
Quem acolhe a pregação em seu coração recebe luz para a salvação.
Crer na nossa pregação é crer em Deus e nas Escrituras, pois pregamos a Cristo, Emanuel, Deus conosco e a toda Escritura “pois toda Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver” (2 Timóteo 3.16)!
O profeta não procura agradar a homens, nem a si mesmo, mas procura ser fiel a Palavra de Deus a ele confiada. Obedece a Deus (30). 
Neste texto Jesus nos ensina que se você é bom, capacitado e justo, deixe que outros digam (32), pois quando o testemunho sobre nós vem de nós mesmos é duvidoso, por isso João vem dar testemunho dele, e o Pai dá testemunho dele também (31-32).
O profeta é luz quando o seu testemunho é verdadeiro e de Cristo. Ele é como uma lâmpada que arde e ilumina, incomodando as trevas e dissipando a escuridão. No primeiro momento se regozijaram da luz de sua Palavra e depois se aborreceram dela. A mesma experiência de João e de Cristo se repete antes e depois dele. Com freqüência o carisma dos profetas é atrativo, mas o conteúdo da profecia provoca fúria na mesma medida. Se a Cristo assim fizeram, sendo o seu testemunho maior do que o nosso, não devemos esperar que nos aceitasse, Cristo é maior do que João, nós somos menores ainda, mas, não é a nós que rejeitam, mas a Cristo (33-36).
Como temos nós matado os profetas nos nossos dias?
Desprezando a luz dos Profetas: a Palavra de Deus, odiando e invejando os dons da graça de Deus que não podem ser adquiridos pelo dinheiro, nem conquistados com bajulação.
O Pai dá testemunho do Filho. O desprezo pela Palavra de Deus é desprezo pelo Pai e não por Moisés e os profetas, Cristo e os apóstolos, e por todos os que pregam fielmente o Evangelho.
Examinais a Escritura! Exorta-nos o Senhor  (41-42). Ela é o testemunho de Cristo e fonte de vida.
A glória do homem se apagará, não é luz verdadeira, e, quem busca a glória do homem perecerá. Quando as pessoas buscam a gloria deste mundo, de si mesmo e de outros seres humanos, sinalizam que não tem o amor de Deus em seus corações, porque buscam é a glória dos homens (44).
Lembrem-se, rejeitaram a Cristo e também nos rejeitarão porque o que buscam é a própria glória. Desde a antiguidade se buscavam falsos profetas bajuladores e se desprezavam a verdadeira profecia, pois a Palavra de Deus acusa e incomoda a consciência dos homens, não crendo na Palavra rejeitarão os profetas como fizeram com João e com Jesus Cristo (45).
Mas, felizmente, os filhos da luz receberão a luz, e, serão iluminados.
Os que acolherem a Palavra se regozijarão com as promessas e aguardarão o Senhor com alegria e fé (46-47).
A leitura da Bíblia e a pregação fiél, com a ajuda do Espírito Santo nos revelam quem é Cristo, o Caminho, a Verdade e a Vida. Valorize os momentos de leitura e meditação na Palavra de Deus, individuais e coletivos, nos lares e no templo, nos estudos bíblicos, a escola dominical e os sermões dominicais. Apegue-se a Palavra de Deus, que é lâmpada para nos nossos pés e luz para os nossos caminhos.  



sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

RETROSPECTIVA PROJETO ESPERANÇA 2011. Exibido na Igreja Presbiteriana de Dracena

Projeto Esperança em Dracena: cantata projeto filme 2011

Projeto Esperança em Dracena: cantata projeto filme 2011

Pastoral para o 2º Domingo do Advento


Anuncie esta boa notícia!

Nós gostamos de receber boas notícias, mas, as más notícias são mais atraentes às pessoas ao que tudo indica! Afinal, uma má notícia numa rede social na internet agita e toma uma proporção incomparavelmente maior e numa velocidade impressionante! No Jornal da cidade também, as pessoas procuram pelas más notícias.
Eu não vou enumerar as más notícias, eu quero transmitir a melhor notícia entre todas as boas notícias: Jesus Cristo veio ao mundo para me salvar!
Esta é uma boa notícia para você também?
Pode não ser se você acreditou na mentira que o diabo contou. O diabo espalhou que Jesus não passaria de um homem bom, um líder e tal, apenas mais um, e que todas as religiões são boas.
Mas Ele diz de si mesmo: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14.6).  Se não fosse verdade Ele não seria bom e respeitável, mas é então acreditem nele!
Jesus é o Único!
Jesus é Suficiente!
Jesus é o Salvador!
O Único Caminho! Você pode dispensar todas as religiões e tradições e ficar somente com Jesus. Ele é suficiente.
Jesus Cristo é o único salvador, não há outro, e se você não crê nele está perdido! Pois Ele disse: “Quem, porém, não crer está condenado” (Marcos 16.16b).
Esta é a boa notícia: Jesus. Nasceu o Cristo, Jesus, cumpriu-se a promessa.
Ele foi prometido aos judeus, mas eles não o reconheceram, eles o tornaram uma má notícia para eles próprios, um escândalo: “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam” (João 1.11), por fim, isso não o impediu de cumprir a Sua promessa de salvar a todo o que nele crer “o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (I Timóteo 2.4). Jesus se tornou a fonte de Salvação Eterna para todos que lhe obedecerem, como está escrito: “tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem.” (Hebreus 5.9).
Seja Jesus Cristo uma boa notícia para você. Seja Ele a boa notícia proclamada pelos teus lábios hoje! Viva e anuncie a boa notícia (O Evangelho):  “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16.15).

Paul Washer - O que é Salvação (Em Dois Minutos)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Caio Fábio - Fala sobre sua condenação no caso Dossiê Cayman Em 30 11 20...



Não pretendo nem defendê-lo nem atacá-lo. O propósito desta postagem é reverberar o discurso do Rev. Caio Fábio, pois que fale ele de sua condenação. Repercutiu muito a sentença de 4 anos de prisão aplicada a um pastor.