Total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

O OFICIO E O MINISTÉRIO DE DIÁCONO


Diácono do grego: διάκονος, "servo", “ajudante”, "cooperador" e “ministro” são oficiais ou clérigos de igrejas de origens cristãs, nas suas várias denominações. Existe a forma feminina diaconisa. A exatidão do gênero masculino dos substantivos, artigos e verbos nos textos bíblicos originais não deixam dúvida de que a instituição ou ordem originalmente não admite mulheres. Por ser a igreja presbiteriana bíblica não são ordenadas mulheres ao diaconato na IPB, mas, isso não impede que as mulheres cooperem no trabalho de diaconia.

Em algumas tradições denominacionais, o diácono pode ser permanente ou um estágio para a ordenação presbiterial. Na igreja presbiteriana os diáconos devem se sentir chamados para servir e ajudar e não a fazer do diaconato um trampolim político para o presbiterado, pois o presbítero regente deve ter o dom de governo, condições de se relacionar nos concílios da igreja e ajudar auxiliar o pastor no cuidado do rebanho, enquanto o Pastor, o Ministro que, é Presbítero Docente tem a sua formação nos seminários da igreja e são ordenados para o governo, ensino e liturgia da igreja, forma juntamente com os presbíteros regentes o Conselho, presidido pelo Ministro e formado para dirigir a igreja espiritualmente e administrativamente.

O diaconato é instituído na Bíblia, conforme o Espírito Santo deu a Igreja diáconos, confira a narrativa do livro de Atos dos Apóstolos Capítulo 6.1-6 onde são eleitos os sete primeiros diaconos para servir os pobres. As qualificações dos diáconos são expandidas por Paulo nas seguintes passagens:

Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipos, com os bispos e diáconos. (Filipenses 1.1).

Os diáconos igualmente devem ser dignos, homens de palavra, não amigos de muito vinho nem de lucros desonestos. (I Timóteo 3.8).

Devem ser primeiramente experimentados; depois, se não houver nada contra eles, que atuem como diáconos. (I Timóteo 3.10).

O diácono deve ser marido de uma só mulher e governar bem seus filhos e sua própria casa. (I Timóteo 3.12).

Na teologia contemporânea a palavra diaconia apresenta uma diversidade de conotações e representações. No ensino reformado a diaconia significa "servir para mudar a vida das pessoas", no sentido de contribuir para a construção de cidadania dos menos favorecidos. A Junta Diaconal de uma Igreja Local deve ser uma das mais atuantes organizações nas causas sociais de uma cidade.