Total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de maio de 2014

HOMENS DA GALILÉIA, POR QUE VOCÊS ESTÃO OLHANDO PARA O CÉU?



Jesus foi elevado aos céus diante dos olhos de seus discípulos, e eles ficaram olhando para cima. Então um anjo lhes perguntou o porquê, chamando-os à realidade deste mundo. (Atos 1.1-11). 

Esse momento histórico nos desafia a viver uma espiritualidade engajada, olhando para a humanidade e compreendendo a Grande Comissão de nosso Senhor (Mateus 28.18-20), enquanto se espera o cumprimento da promessa da volta do salvador. (Atos 1.11).

Não existe lugar para o pessimismo e para o desânimo no Evangelho, mas uma promessa de poder (Lucas 24.49), das nossas orações serem ouvidas pelo Pai (Mateus 7.7), da nossa pregação e o nosso testemunho serem poderosos para salvação e para a condenação (Atos 1.8); por causa do nome de Jesus Cristo vivemos também a expectativa do ódio do mundo (Lucas 21.17), com a vitória de Cristo para fortalecer a nossa perseverança e fé, mesmo em circunstâncias difíceis (João 16.33).

O Mestre não desistiu diante da cruz, deixou-nos o Seu exemplo de persistência e de obediência até a morte (Filipenses 2.8).

Viveu fazendo o bem e não se deixou vencer pelo mal, nem se entregou à corrupção do mundo (Romanos 12.21). 

O Messias, Jesus Cristo, ressuscitou dentre os mortos, e, não deixou duvida desta ressurreição. Primeiro esteve com seus discípulos, comendo com eles, humanamente falando, e, também, não deixou duvidas da Sua glorificação e divindade, ascendendo aos céus de forma maravilhosa diante dos olhos da multidão.

Jesus subiu ao céu, mas vive entre nós pelo Seu Espírito Santo como foi prometido (João 16), e, Ele é servido nos pobres que, ficaram conosco no mundo (12.5-8). Pois nestes seus pequeninos que ele está presente corporalmente e fisicamente.

Cultuamos o Cristo vivo, presente entre nós, espiritualmente; celebramos a Sua ascensão quando anunciamos a Sua morte no cálice e no partir do pão com ações de graças até que Ele venha. (I Co 11.26). Já vivendo a realidade e os valores do Reino em nós, dentro dos nossos corações (Lucas 17.21). Pregamos como Jesus Cristo mesmo pregou: “Arrependei-vos e crede no evangelho.” (Marcos 1.14-15).

Anatote Lopes, IPD.