Total de visualizações de página

sexta-feira, 17 de junho de 2016

A CELEBRAÇÃO DA ALEGRIA (PARTE 2)

Por Anatote Lopes

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos. Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.” (Filipenses 4:4-5).

Nossa alegria é compartilhada com muitos amigos e os nossos momentos de tristeza são vividos solitariamente. O Senhor é o motivo da nossa alegria; mas, reafirmamos: o ser humano não foi criado para viver sozinho. 

A primeira recomendação que vimos foi a “Moderação diante das outras pessoas”. A ‘moderação’ é recomendada para uma convivência saudável. 

Destacamos três recomendações da Escritura para uma boa convivência. agora vamos à segunda recomendação: 

A Satisfação diante de Deus. 

A “satisfação” está recomendada entre duas afirmações do mesmo imperativo: “Alegrai-vos”. Enfaticamente afirmado e reafirmado. Tal recomendação não está tão explicita como no caso da “moderação” e da “alegria”. 

“Alegrai-vos” resulta de estarmos sempre satisfeitos Nele: “sempre no Senhor”. Está implícito no texto a ‘satisfação’ em Jesus Cristo; não pelas circunstancias, mas por Ele mesmo.

Quando as circunstancias nos entristecem demonstramos a falta de Deus dentro de nós. Estar “no Senhor” significa estar na Sua Presença ou ter a presença do Espírito Santo dentro de nossos corações. 

Minha amiga Mary Kessler escreveu: "A melhor forma de louvor a Deus é sorrindo”. Concordo, pois é possível alegrar-se “sempre no Senhor” por Jesus Cristo. 

Afirma o apóstolo Pedro: “a quem, não havendo visto, amais; no qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória”. (1 Pe 1:8). 

Temos em Deus tão grande satisfação que não precisamos de pessoas ou coisas para ficar alegres. A nossa alegria está sobre o fundamento do ser e não do ter. Entristecemo-nos brevemente por algumas perdas, mas, sem demora, a satisfação em Deus promove uma grande alegria. 

O que tem dentro de você determina os seus sentimentos e expressões. Por exemplo: se você é uma pessoa enfezada ou entusiasmada. 

A palavra “enfezada” expressa o humor da pessoa irritada, raivosa e impaciente. Ainda que a etimologia desta palavra seja obscura: “faeces” (do latim) pode significar fezes; mas, também, pode significar raquítico, pequeno ou pouco desenvolvido (Dicionário Michaelis). 

Quando afirmamos que uma pessoa está ‘enfezada’, expressamos que a sua aparência é de uma pessoa com prisão de ventre ou pequena.

Enquanto a palavra “entusiasmada” (do grego en + theos, literalmente ‘em Deus’) expressa o humor da pessoa alegre e disposta. 'Entusiasmo' significa originalmente que, a pessoa está sob a influência de uma divindade (Dicionário Michaelis).

Literalmente, essa pessoa está na presença de Deus ou tem Deus dentro dela. Portanto, recebam estas palavras, escritas primeiramente para consolar nossos irmãos atribulados e perseguidos, como um estímulo e não como uma repreensão.

“Alegrai-vos”. Se você diz ter Deus dentro de si expresse isso sorrindo: “Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos”.

[Se deseja ler a parte 1, vai fundo...]