Total de visualizações de página

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

SIGA ESTA ESTRELA

A Bíblia nos exorta a oração pelas autoridades, independente de nossas preferências. A autoridade política, mesmo que tenha mais ou menos aprovação popular, pode nos decepcionar; logo, o Senhor cuidadosamente nos adverte a seguir o caminho apontado pela estrela de Belém, JESUS! Não confieis nesta ou naquela estrela, mas no indicado Salvador e Rei dos Reis. Não importa em quem tenhamos votado nas últimas eleições, isso não fará a menor diferença agora.

No início deste ano testemunhamos a subida da rampa do Palácio do Planalto pela primeira presidenta do Brasil. Embora as luzes e os focos apontassem para Marcela Temer, a personagem principal desta cena é Dilma. Na fundação do partido da presidenta, a campanha era ―Siga esta estrela, filie-se no PT. Mas é claro que não devemos depositar nossa paz e segurança nela ou em seu partido, que tem como símbolo uma estrela. Nossa esperança continua em nosso Senhor Jesus Cristo, o qual teve o lugar de seu nascimento apontado por uma estrela: um sinal luminoso no céu que conduzira os magos do oriente até a casa de Belém onde encontraram sua mãe, Maria, com o menino, Jesus, e o adoraram, entregaram-lhe presentes e retornaram cuidadosamente para que não morressem nas mãos da autoridade política.

Percebemos que os magos não bajularam ao Rei Herodes, não presentearam a mãe do Salvador e nem lhe deram culto, mas somente a Jesus honraram com oferendas e adoração, conforme lemos: ― "E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra."
(Mateus 2.10,11). Jesus é a luz das nações apresentada pelo profeta Isaias: ― "As nações se encaminharão para a tua luz, e os reis para o resplendor da tua aurora." (Isaias 60.3). E, ― "Também te dei como luz para os gentios, para seres a minha salvação até as extremidades da terra." (Isaias 49.6b). Soli Deo Gloria.