Total de visualizações de página

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

NÃO DISCUTA COM UM ATEU, ANUNCIA-LHE O SALVADOR


Os ateus que postam comentários prejudicam muito a imagem dos próprios ateístas... Pela dificuldade de interpretação de texto por parte deles; pois quando um cristão afirma que o “sistema epistemológico bíblico é filosoficamente coerente e não contraditório” não se pode questionar esta coerência contestando, segundo a sua própria (in) compreensão das partes deste sistema, sem uma consideração do todo coerente, ou seja, do panorama bíblico, de um roteiro teológico que considera a progressividade da revelação e as perspectivas hermenêuticas,  por exemplo, a aliancista ou mesmo a dispensacionalista.

Além da incapacidade de interpretar textos (analfabetismo funcional) os ateus ainda demonstram não entenderem nada de teologia, de estilo literário, de figuras de linguagem, principalmente aplicada ao livro de Gênesis, aos relatos didáticos da criação, que tem o seu propósito teológico e moral, nos quais, estabelecem-se os fundamentos da cosmovisão de Israel com respeito a Deus, aos seres humanos, as leis referentes à humanidade, como por exemplo: não adorar outros deuses, guardar o sábado e não tirar a vida de um inocente. 

Os questionamentos dos militantes ateístas parecem totalmente desinformados sobre as histórias do dilúvio encontradas em diversas culturas em todo mundo através dos resultados de pesquisas literárias, históricas, arqueológicas e geológicas, as quais confirmam o dilúvio e outros eventos da história de Israel associados diretamente aos relatos bíblicos; pois elas existem e deveriam ser conhecidas, pois são às mesmas pesquisas usadas para se combater a posição dos criacionistas de terra nova defendida por alguns grupos fundamentalista.

ateístas fazem tantas outras citações, com aparentes refutações, mas, totalmente irônicas e mal apresentadas por uma obcecação  fanática e ignorante que só obtêm um aparente, sucesso contra fanáticos e ignorantes de sua própria teologia.

Os ateus são falsos intelectuais, que às vezes dominam alguma especialidade, como a matemática e a biologia, por exemplo, mas se tornam ridículos, ao opinarem sobre assuntos que ignoram totalmente, no impeto anti cristão ou anti religião fanático, tanto do ponto de vista cientifico quanto filosófico, e, ainda demonstram que são desconhecedores do próprio texto bíblico e das doutrinas cristãs que citam desastrosamente ao combaterem. 

Se já evidenciam o quanto são desconhecedores do texto, quanto mais do contexto cultural e social dos escritores do texto sagrado; tudo isso faz um ateu se apresentar muito mal para representar em um debate um pensamento que requisita a pompa de ser cientifico. Isso me fez chegar a seguinte conclusão: não compensa discutir com um ateu, anuncia-lhe o Salvador, se ele crer estará salvo. 

Anatote Lopes, 2013