Total de visualizações de página

quinta-feira, 4 de abril de 2013

“ELES SE DEDICAVAM AO ENSINO DOS APÓSTOLOS E A COMUNHÃO, AO PARTIR DO PÃO E ÀS ORAÇÕES.” (Atos 2.42).



(Por Anatote Lopes, apresentação do tema para o biênio 2013-2014)


O tema para este biênio apresenta o que a Igreja verdadeira faz e vivencia, conforme está expresso em Atos 2.42: Eles se dedicavam ao ensino dos Apóstolos, a Comunhão, ao Partir do Pão e às orações”. Desde o começo da Igreja os cristãos perseveram nestas obras.

Anteriormente apresentamos como é nossa igreja: Autêntica, Reformada, Moderna e Transformadora; estas características devem permanecer e correspondem à identidade da igreja: sua origem histórica, herança apostólica, legado da reforma, sua eclesiologia e confessionalidade presbiteriana.

Assumimos compromissos quando da admissão nesta igreja, fazemos votos quando somos ordenados ministros, presbíteros e diáconos, nos comprometemos publicamente com Deus e com a Igreja e conhecemos nossos direitos e deveres, dos quais, Deus nos dá privilégios e também nos pede contas.

A obediência ao governo da Igreja colabora para o seu crescimento, porém a rebelião promove desordem, divisão, desanimo e decrescimento. A rebelião é diabólica e pode ser claramente identificada na desobediência às orientações que emanam da Palavra de Deus ministrada a nós pelos oficiais da Igreja, exceto quando se tornam hereges, idolatras ou blasfemos. 

O ensino bíblico não é opinião do pastor ou do Conselho, mas é a Verdade das Escrituras que precisam ser acolhidas no coração, é o ensino de Cristo e dos apóstolos e deve fazer parte da vida pessoal e comunitária.

Nossa continuidade depende dos que estão lá fora, os quais, ao entrarem, receberão o mesmo ensino. Começamos com a Evangelização e continuamos com a dedicação descrita em Atos 2.42 sendo santificados, perseveramos na comunhão, no partir do pão, nas orações, crescendo espiritualmente e em número até o retorno de nosso Senhor. 

A Igreja recebe a norma emanada da Bíblia, faz o que a Bíblia manda, do contrário não é verdadeiramente Igreja. Sendo Igreja cumpre a Palavra de Deus e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.