Total de visualizações de página

sábado, 3 de setembro de 2011

POR OCASIÃO DA SEMANA DA PÁTRIA: A COMEÇAR EM MIM.

BrasilSemana da pátria. Não só oportunidade de lazer em feriado nacional, mas oportunidade de reflexão sobre o futuro da pátria. 

Proponho uma reflexão que cabe aos governantes e a todos os cidadãos. Por exemplo:

1. Do desempenho dos políticos e das questões relativas à justiça social. Eu pergunto: o que você tem feito? O texto bíblico de Zacarias 7.9 mostra aquilo que Deus espera de nós: “Sejam honestos e corretos e tratem uns aos outros com bondade e compaixão”; uma declaração dos deveres humanos em 4 artigos: 1) seja honesto; 2) seja bondoso; 3) não explore os outros; e 4) não planeje o mau contra o próximo. Quatro regras básicas. Acrescento uma reflexão a respeito da justiça social aqui neste mundo: ela nunca será plena e perfeita. Não acontecerá de repente, no dia em que toda humanidade resolver fazer o bem, mas, quando cada um de nós tomarmos uma decisão pessoal.

2. Do desempenho dos cidadãos e das questões relativas à justiça social. A justiça precisa acontecer dia-a-dia. Ela é um processo, está sempre em construção. E, ela começa por você. Cada um de nós obedecendo aos quatro artigos e regras básicas da honestidade, bondade, generosidade e boa vontade para com o próximo. 

Suas ações diárias podem fazer uma sociedade melhor. Jesus é o grande exemplo; Ele praticou o bem e ensinou as pessoas a fazerem o mesmo. Não liderou nenhuma rebelião, revolução, ou conspiração para acabar com as injustiças do sistema da época. Aliás, Ele começou uma grande revolução, sim. A revolução do AMOR.

Engajamos-nos nessa grande revolução demonstrando o grande amor de Deus; com atitudes e palavras anunciando o amor de Deus ao morrer na cruz por todos nós. Jesus deu o exemplo de uma vida pautada pelo amor. Assim Jesus começou um grande movimento que continua até hoje. A transformação da sociedade começa por nós. Com o amor de Jesus, nós podemos fazer muito, muito mais do que imaginamos. 

Somos tão exigentes em relação aos deveres dos outros e tão negligentes em relação aos nossos, por isso devemos orar: Perdoa-nos e ajuda-nos a mudarmos nossas atitudes para, então, transformarmos a sociedade conforme a perfeita Palavra que anunciamos. Amor é atitude mais do que emoção e palavra.

(Anatote Lopes, IPB, 2011)