Total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de junho de 2013

TODO PECADO É UMA MENTIRA

A obediência a Deus é melhor do que a felicidade, porque a obediência a Deus é fonte de vida e a verdadeira e infinita felicidade só pode resultar da obediência a Deus. A obediência a Deus é movida pela fé verdadeira, a qual é recebida pela graça de Deus, e este mover acontece no poder do Espírito Santo. 

Pecado é desobedecer a Deus e surgiu da mentira do diabo. Inveja e ciúmes são pecados tão comuns, mas não menos odiosos que toda sorte de impureza e prostituição. Não tenha inveja de ninguém e nem ciúmes, porque isso não é de Deus, é da corrupção do homem e do diabo; não tenha desejo pelo que seja dos outros e não considere que seja seu nada do que possua.

A mentira na sua boca é pior do que a fome, porque é totalmente do diabo que a tudo seca e mata. Não minta para viver, não viva mentindo, diga sempre a verdade mesmo que decepcione todo mundo, mesmo que venham te odiar. 

Contenta-te com o amor de Deus, do único Salvador, o qual Deus nos deu, seu Filho Jesus Cristo, para ser o único mediador, o qual foi morto, crucificado, ressuscitado e está vivo para nos salvar do pecado e da condenação. Creia e fale destas verdades, mesmo que venham te odiar, perseguir e matar. 

Mentir para viver é pior do que morrer pela verdade. Os homens mentirosos trocam a verdade pela mentira que lhe convém, negando o pecado e a Verdade de Deus, e, recusando-se a obedecer a Deus em troca da felicidade falsa dos prazeres do corpo, dos bens materiais e da popularidade, mas o fim deles é a morte. 

Na verdade a felicidade do mundo é de mentira. A incredulidade é uma mentira para justificar o pecado. A negação do pecado e de Deus é o maior pretexto para a corrupção e para a imoralidade. A mentira é pecado e todo pecado é uma espécie de mentira. Só a Verdade é integra. 

Deus reprova todo tipo de pecado, tanto a incredulidade quanto a idolatria, e, toda mentira para garantir no mundo algum tipo de vantagem. Assim Jesus Cristo nos chama ao arrependimento, nos abre a porta do Seu Reino e nos dá a graça da salvação, apresentando-se como o Caminho, a Verdade e a Vida. (Anatote Lopes, IPB, 2013).